A lona que reveste a sua carga também precisa de cuidados

O estradeiro precisa estar atento a alguns detalhes, como a qualidade das bainhas e ilhoses da lona. Assim evitando acidentes e mais gastos. Confira!

A lona que reveste a carga precisa de cuidados | Volvo na Estrada

Muitas cargas transportadas precisam ser revestidas com lonas. Além de proteger o frete, o uso correto do equipamento evita acidentes e prejuízos para o motorista e outros condutores na entrada. São diversos modelos disponíveis para diferentes especificações de cargas. Os materiais mais comuns são plástico, vinil e algodão encerado.

O estradeiro precisa estar atento a alguns detalhes, como a qualidade das bainhas e ilhoses da lona. As cordas utilizadas para amarração devem ser compatíveis com o material da lona e sua resistência. Alguns outros cuidados são essenciais para preservar a qualidade e resistência da lona:

– Não force a lona em quinas e cantos do caminhão;
– Não utilize ganchos ou ferramentas para puxar os ilhoses;
– Utilizar o mesmo tipo de amarração em toda a lona ajuda na distribuição da tração e proteção do frete;
– Não deixe a lona solta na parte traseira;
– Evite colocar a lona em contato direto com açúcar, soja e outras cargas da categoria;
– Opte por materiais com maior resistência à temperatura.

Na hora do descarte, procure por pontos de coleta e reciclagem do material.
E, antes de cair no trecho, não esqueça de conferir se os itens acima estão de de acordo. Boa viagem, estradeiro!

 

 

 

Este artigo foi produzido com base em pesquisa realizada nos principais canais de informação do mercado de transporte. As afirmações contidas aqui não necessariamente representam o posicionamento da Volvo.